Destaque da semana

Loading...

terça-feira, 31 de março de 2009

Joaquim fala sobre as crianças índigo


Participante: Os “new age” falam de uma nova leva de espíritos que estão reencarnado e que seriam chamada de “crianças cristal”, por serem mais evoluídas.Você pode falar sobre isso?

Alguns ainda chamam estas crianças de índigo, mas nomes são apenas rótulos: o importante é compreendermos o que são…

O planeta Terra está passando hoje por um processo de transição entre “Mundo de Provas e Expiações” e “Mundo de Regeneração”. Por causa disso, hoje ainda nascem espíritos com egos preparados para o mundo antigo e, ao mesmo tempo, já nascem outros seres com egos preparados para o mundo novo.


São esses espíritos, que já estão nascendo com egos preparados para o mundo de regeneração que são chamados de cristal ou índigo. Como disse o nome não importa. O que é importante é sabermos que são espíritos que já conseguiram realizar as suas provações e que agora renascem para realizar a regeneração.

Mas, isso não é conhecimento novo… O próprio Cristo falou dessas crianças quando disse assim: coitada da mulher que estiver grávida naqueles dias. Aqueles dias são os de hoje, aqueles nos quais está ocorrendo o processo de transição entre um mundo e outro.

Portanto, coitada da mulher que estiver grávida hoje, porque a criança terá um ego de regeneração e não de provas e expiações.

Participante: É verdade que as crianças cristal tem o DNA modificado?

Sim… Faz, parte da mudança de era esta alteração física…

Participante: Como é isso na prática? A mãe é coitada, por que?

Você deveria saber, pois está vivendo isso…

A sua filha recém nascida possui um ego que está, em compreensão universal, anos luz na frente de vocês… O ego dela está a anos luz do de vocês na capacidade amar e doar-se. Deixa eu lhe contar um caso para você compreender…

Num local onde damos palestras regularmente, existe uma moça que tem um filho. Ele já não é mais recém-nascido, mas é bem novinho… Ele já está na escola e lá as crianças brigam como em qualquer escola. Normalmente é ele quem apanha dos outros…

Quando conta para mãe que apanhou de uma outra criança, ela diz que ele deve reagir, que tem que bater neles também. Aí o filho diz para a mãe: “por que eu tenho que fazer isso? Por que tenho que revidar? Ele não sabia o que estava fazendo… Não preciso bater nele…”



É assim… A mãe quer que o filho seja humano, mas ele não é mais um ego humanizado, mas sim preparado para amar e doar-se a tudo e a todos. Este personagem está preparado para o mundo de regeneração.

Participante: E como será a vida dessas crianças?

Aquela que estiver programada para esses espíritos…

Você quer saber se estes espíritos terão uma vida melhor ou pior do que a que hoje conhecemos? Não sei… Não existe melhor ou pior: cada um está vivendo a sua prova.

Será mais fácil ou mais difícil? Não sei. Aliás, deixe-me dizer uma coisa para deixar bem claro que o que você quer saber é relativo: sabe qual é a vida mais difícil para você? A sua… Para você a vida mais difícil é a sua; para aquela outra pessoa a vida mais difícil é a dela…

Cada um acha a sua vida mais difícil que a dos outros. Mas, ainda tem pior do que isso: cada um acha mais difícil viver o que está acontecendo agora. Ninguém sente mais dificuldade em vivenciar o que já aconteceu, porque, afinal de contas, aquele problema já passou… O que é pior de ser vivido é o que está acontecendo agora.

Participante: Como é esta diferença de ego entre regeneração e provação?

Diferença de programação, diferença de conceitos, de verdades, de lógicas. Só isso…

O ego nada mais é do que os programas que o computador (Deus) roda para que o operador (o espírito) assista. Se você quer mudar o que o operador vê, é preciso alterar os programas que o computador está fazendo rodar…


Fonte www.universalismo.org

Nenhum comentário:

Postar um comentário